Como Usar Sensores Fotoelétricos para Contagem de Comprimidos

aplicação de contagem de comprimidos

Imagem: Aplicação de contagem de comprimidos em alta velocidade. 

Resumo: As tecnologias de contagem e detecção de comprimidos são usadas em várias aplicações farmacêuticas, incluindo enchimento de frascos em processos de embalagem, verificação de contagem em ensaios clínicos e até máquinas automáticas para o cumprimento de receitas médicas em farmácias varejistas e hospitais.

Os sensores fotoelétricos oferecem alguns benefícios importantes para a detecção de comprimidos, como excelente precisão de contagem, velocidade de resposta rápida e uma detecção limpa e sem contato. 

P: Quais são os principais parâmetros a serem considerados ao especificar uma aplicação de contagem de comprimidos?

Três parâmetros principais a serem especificados são: características dos comprimidos, zona de detecção e a forma de distribuição dos comprimidos. A consideração mais importante são as características dos comprimidos. Observamos o tamanho, a forma, a cor, a refletividade e a translucidez dos comprimidos para cápsulas e cápsulas de gel. Com a zona de detecção, precisamos considerar o tamanho e a geometria da região de detecção. Finalmente, a forma de distribuição de comprimidos inclui informações relacionadas à distância de separação entre os comprimidos, trajetória e velocidade de queda livre. Ao considerar esses fatores, podemos ajudá-lo a alcançar a sensibilidade ideal.

P: Que tipo de sensores posso usar na contagem de comprimidos?

De um modo geral, os sensores de modo oposto (também conhecidos como feixe contínuo) oferecem a abordagem de detecção mais confiável porque esses sensores não são afetados pela cor ou reflexividade dos comprimidos. No entanto, você pode considerar outras opções de detecção, com base nos requisitos da sua aplicação. As barreiras de fibra óptica permitem personalizar a cobertura e a sensibilidade na área de detecção. As tecnologias de microprocessador também podem ser incorporadas para aumentar a capacidade de sensibilidade e desempenho.

P: Qual é o menor tamanho de comprimido que um sensor fotoelétrico pode detectar?

Com base na nossa experiência e compreensão desse tipo de aplicação, o menor comprimido fabricado na indústria farmacêutica é de aproximadamente 2 mm. Com o modo de detecção apropriado e uma barreira de fibra óptica de alta resolução, os sensores fotoelétricos da Banner podem detectar confiável e repetidamente comprimidos de 2 mm de diâmetro ou menores. No entanto, tenha em mente que à medida que a cobertura da área de detecção aumenta, há uma implicação na resolução.

P: Como lidar com o acúmulo de poeira dos comprimidos não revestidos?

A poeira dos comprimidos não revestidos que se acumula na lente de um sensor pode degradar seu sinal e diminuir a precisão da aplicação. Planeje a limpeza e manutenção de rotina para garantir que a área de detecção esteja livre de poeira ou detritos. Os sensores mais recentes possuem recursos de monitoramento ativo para monitorar o nível óptico. Esses recursos direcionam o sensor para compensar o nível de ganho de modo a prolongar a operação, ou produzem um sinal de alarme para manutenção, antes que o sensor torne-se impreciso.

P: Posso usar um sensor de visão para contar comprimidos?

Atualmente, o sensor fotoelétrico é considerado o método prático com melhor custo-benefício para aplicações de detecção de comprimidos em alta velocidade sem contato e de verificação de contagem. As novas tecnologias, como scanners de linha e de visão, podem fornecer informações detalhadas sobre as operações de contagem de comprimidos, como comprimidos incompletos ou cor de comprimido incorreta. Atualmente, o custo desses sistemas de visão é relativamente alto para os recursos adicionais obtidos.

P: E se dois comprimidos atravessarem a barreira ótica ao mesmo tempo. O feixe elétrico poderá detectar os dois comprimidos?

Existem muitas variáveis ​​envolvidas em um comprimido em queda livre, incluindo orientação aleatória, que pode afetar uma contagem precisa. Normalmente, os sensores fotoelétricos não podem dizer com precisão se mais de um comprimido passa pela zona de detecção em um determinado momento. Portanto, é muito importante que você providencie para que a máquina mande os comprimidos um por um antes de entrar na região de detecção. As rodas indexadoras, as plataformas vibratórias e as portas mecânicas são normalmente utilizados para enviar os comprimidos individualmente nas máquinas de distribuição.

P: Eu não posso instalar feixes contínuos na minha máquina. Existem outras opções?

Recomendamos fortemente o uso de sensores de modo oposto (também conhecidos como feixe contínuo). No entanto, se as restrições de espaço e as limitações de passagem de fiação não permitem o uso do modo oposto, você pode tentar sensores retrorreflexivos como uma opção para essas aplicações, especialmente quando a cor do comprimido e a refletividade não forem uma preocupação. Entre em contato com o seu representante da Banner para discutir algumas soluções.

P: Quais os tipos de saídas disponíveis em sensores fotoelétricos?

Existem dois tipos de saída comumente usados ​​em aplicações de contagem de comprimidos. O primeiro é uma saída exclusiva para verificar a contagem de comprimidos. O segundo é uma saída de alarme para indicar anomalias no processo, como um bloqueio ou um sinal óptico baixo. Em alguns casos, um terceiro tipo de saída, uma saída de alarme sobre o estado do sensor, pode ser usado para monitorar a condição de funcionamento do sensor. A Banner pode incorporar qualquer uma ou todas essas saídas no sensor de sua escolha.

Para Mais Informações

Para maiores informações, entre em contato com um dos nossos especialistas ou inscreva-se abaixo para receber futuras atualizações.

Produtos em Destaque

Amplificador de Fibra Óptica de Alta Velocidade da Série DF-G2
Amplificador de Fibra Óptica de Alta Velocidade da Série DF-G2

Amplificador de fibra com recurso IO-Link para alta velocidade (10 μs) para aplicações como contagem de peças ou detecção de marca de registro. Saída: NPN ou PNP.

Leia Mais
Detecção de Fibra Óptica de Alto Desempenho da Série D10
Detecção de Fibra Óptica de Alto Desempenho da Série D10

Disponível com alimentação em cascata para reduzir a fiação em ambientes sensíveis a mudanças de temperatura. Sensor de fibra óptica de plástico de alto e baixo contraste.

Leia Mais

Artigos Relacionados

Manufatura Enxuta: 4 Soluções de Iluminação para o Setor Farmacêutico
Manufatura Enxuta: 4 Soluções de Iluminação para o Setor Farmacêutico

20 Fev. 2017

Este artigo descreve várias maneiras em que a iluminação pode ajudar a aumentar a eficiência e reduzir o desperdício, enquanto garante a qualidade do produto e a conformidade com a FDA no setor farmacêutico.

Como Usar Sensores Fotoelétricos para Contagem de Comprimidos
Como Usar Sensores Fotoelétricos para Contagem de Comprimidos

27 Mar. 2017

Os sensores fotoelétricos oferecem muitos benefícios importantes para a contagem de comprimidos, como alta precisão, velocidade de resposta rápida e detecção limpa e sem contato.